Ensaio de Dobramento

O ensaio de dobramento caracteriza através de um esforço de flexão no corpo de prova, qualitativamente a ductilidade do material, e nos casos de ensaio de dobramento de juntas soldadas, este ensaio evidencia ainda a presença de defeitos de soldagens, sendo os mais comuns a falta de fusão, inclusões metálicas e não metálicas e poros.

É um ensaio de simples execução, podendo ser realizado em campo sem a necessidade de equipamentos especiais.

No ensaio, um corpo de prova de seção qualquer (circular, quadrada, retangular) é assentado entre dois apoios afastados a uma distancia especifica estabelecida em norma, e por intermédio de um cutelo, aplica-se uma força de flexão no centro do corpo de prova até que seja atingido certo ângulo de dobramento.

A carga aplicada neste ensaio não é uma informação de grande relevância, sendo mais importantes o ângulo final do corpo de prova (pois determina a severidade do ensaio), e a característica final da face tracionada.

Quando a força aplicada provoca somente uma deformação elástica no material, dizemos que se trata de um esforço de  flexão. Quando produz uma deformação plástica, temos um esforço de dobramento.

Na verdade, flexão e dobramento são etapas diferentes da aplicação de um mesmo esforço, sendo a flexão associada à fase elástica e o dobramento à fase plástica.

Em algumas aplicações industriais envolvendo materiais de alta resistência é muito importante conhecer o comportamento do material quando submetido a esforços de flexão. Nesses casos, o ensaio é interrompido no final da fase elástica e são avaliadas as propriedades mecânicas dessa fase, tais como módulo de elasticidade e a rigidez do material.

Quando se trata de materiais dúcteis, é mais importante conhecer como o material suporta o dobramento. Nesses casos, é feito diretamente o ensaio de dobramento, que fornece apenas dados qualitativos

Em geral, de acordo com a norma que especifica o ensaio, será considerado como aprovado, o material que não apresentar trincas, fissuras, fendas e nem fraturar.

Além disso, em função da norma a ser aplicada e geometria da amostra, o ensaio poderá ser do tipo dobramento lateral, ou dobramento de face e raiz.


Exemplo de Apoio e Cutelo para Ensaio de Dobramento

Solicite seu Orçamento

* Nome

Empresa

* E-mail

* Telefone

* Cidade

Estado

* Mensagem

captcha

Digite o código de segurança